sexta-feira, 29 de março de 2013

TANTRA- A Sabedoria do Corpo


"Para recuperar a saúde, posso contar com a sabedoria superior do meu corpo, inerente a cada célula e com o desenvolvimento infalível de cada indivíduo da república celular , desde que eu tenha criado as condições materiais para que se manifestem.

Poder falar com suas células possibilita em caso de doença e, mediante imagens mentais adequadas, aumentar a combatividade dos paracomandos celulares, os glóbulos brancos, e assim estimular as defesas imunológicas.
Para um tântrico, o corpo é um templo vivo.

Durante séculos o drama do Ocidente foi opor carne ao espírito. O Tantra não vê fronteira entre os dois, nem mesmo diferença intrínseca de natureza.
A saúde, longe de ser um luxo ou fruto do acaso, torna-se um dever. O primeiro de nossos deveres. " (Van Lysebeth)

TANTRA O Amor é a Lei



"A única lei que realmente vale a pena é o amor.
O amor não divide entre feio e bonito, entre pobre e rico, entre inteligente e não inteligente. O amor tolera mas não aprisiona e nem se permite aprisionar. O amor é a mais pura liberdade.
Como alguém que ama vai querer aprisionar?É impossível.
Coisas que nos censuram, que nos aprisionam, que nos intimidam, estas coisas podem vibrar em qualquer energia, quem sou eu para julgar, mas com certeza elas não vibram na energia do amor.
O amor é a cura. O amor é a liberdade.

Olhe para um rio fluindo. Ali há tanto amor, naquele ir e vir da correnteza, naquelas extremidades que variam de temperaturas, em toda aquela simplicidade...
Onde há amor não existe guerra. Onde há amor não existe espaços vagos para maltratos e violência.
É por isso que sou a favor do amor sobre todas as outras coisas. Se existe uma lei que realmente deve ser exercida, esta é a Lei do mor e todas as outras criadas pela sociedade se tornam balela e desnecessárias perto dela.
Não penso que seja utopia querer viver num mundo de amor. Sei que é possível e faço a minha parte.
Mas para que haja amor, entendo que a sexualidade seja uma grande aliada e ela não pode ser tratada como uma "coisa", com um monte de regras para ser (ou nao) exercida.

Ok. Seres aprisionados precisam de regras para viver em sociedade.
Sim, desde que nesta sociedade não haja amor. Mas havendo amor, as regras são absolutamente dispensáveis.
Por isso, meu caminho é o caminho do amor. E não pense que não haja espinhos, que seja este um mar de rosas.
Pelo contrário, amar é um grande desafio, em especial àqueles que de alguma maneira querem nos policiar, nos dizer o que devemos ou não fazer e dizer. Amar quem nos ama é fácil, mas tente amar quem não lhe ama..."
No meu mundo não aceito nenhum tipo de intimidação, seja social, política, religiosa, ou o que for. Punições não aprisionam a minha liberdade, porque a minha liberdade não diz respeito ao meu corpo. Minha liberdade diz respeito á minha essência e ela vive em qualquer lugar.
Então, mesmo quando houver divergências de opiniões, meu conselho é para que não se deixe afastar os corações. O Amor é a Lei.E tenho dito!"

(Chandra Veeresha)

Liberdade e Tantra



LIBERDADE

“A energia de uma pessoa livre é repleta de amor, coragem e determinação.
É uma energia concentrada que rege a mente e as emoções, que não perde de vista o que é importante
e não se deixa aprisionar por nada e ninguém.
Portanto, a energia de um ser livre é totalmente focada e tem grande poder.
Não se trata de falso poder - que pode vir da adrenalina, orgulho e ego - mas sim do poder que nasce de um ser cuja consciência, decisões e ações estão alinhadas.
De um ser que sabe que nada ou ninguém pode impedi-lo de ser livre e expressar o seu potencial.”
Osho

quinta-feira, 28 de março de 2013

Meditação - Voce está aqui?

No Tantra, meditação e vivências corporais são essenciais. ao contrário do que muita gente pensa, existem muitas meditações individuais que auxiliam o adepto em seu processo de autodescoberta. Técnicas que nos auxiliam a estar presentes em cada momento, são sempre bem vindas, tântricas ou não, elas nos servem. Os tântricos são pessoas que vivem ardentemente o Aqui e Agora, não se deixando levar pela loucura da mente que ora está no passado e ora no futuro, causando depressões e ansiedades, além de uma série de outras doenças psico-sociais. O adepto do Tantra tem o corpo, a mente e o espírito sãos. Aliás, no tantra corpo, mente e alma são uma coisa só. Por isso, coloquei esta prática interessantíssima. Se voce começa a focar sua atenção no "aqui e agora", com o tempo e a pratica, isso se torna algo natural. Toda a vida se torna mais bela. (Chandra)



Meditação
Exercício que lhe permite “Estar Presente, Aqui e Agora”

Voce está aqui?

A primeira coisa que o Mestre Zen Obaku costumava fazer pela manhã era perguntar: Obaku, voce ainda está aqui?
Seus discípulos o diziam/: Se algum estranho ouvir isso achará que está ficando louco.
E ele respondia: Porque durante a noite eu me esqueço de tudo...minha mente fica silenciosa , sem sonhos e sem pensamentos ...Quando eu acordo, preciso me lembrar que Obaku ainda está aqui.
E ele mesmo respondia: Sim, estou.
Cada um de nós precisa ter um respeito profundo por si mesmo. Melhor do que ficar repetindo os nomes de Rama ou de Krishna, um grande exercício de autodisciplina é perguntar: Voce ainda está aqui?- sem se preocupar se há alguém ouvindo – e responder: Sim, estou.
Se voce puder fazer isso, se surpreenderá com o grande silêncio que virá em seguida. Quando voce diz: “Voce está aqui?” e voce mesmo responde ”Sim, estou”, o silêncio é imediato.. é também uma lembrança do seu próprio ser. E uma reverência, uma gratidão por mais um dia que lhe foi dado, pelo fato de que outra vez o sol se levantará e de que mais uma vez voce verá as rosas desabrocharem.
Ninguém de fato merece essa dádiva, mas a vida continuará a se derramar sobre voce em sua abundancia.

Do livro: Uma farmácia para a alma- OSHO

Apenas Seja!


Apenas seja!

Num instante voce está de um lado. No instante seguinte, voce está do outro. Passa a vida como se estivesse numa “montanha russa”...
E então voce julga que um dos lados não lhe serve mais. Um dos dois são trevas; sombra; escuridão. Voce julga que está na Luz. Porém, enquanto estiver na luz, negando a existência do “outro lado”, voce não pode estar em Paz, pois existe uma luta freqüente em manter-se nesta Luz.

Voce se culpa e se “dês - culpa” um milhão de vezes por tantas idas e vindas. Não se aceita e exige demais de si, nesta batalha de manter-se na Luz.

Mas tanto um quanto o outro são ilusões; criações suas. Então, voce se justifica. Voce quer permanecer na Luz porque acredita que ali não haverá nenhum sofrimento, mas o fato é que voce nunca está em lugar algum, pois está em guerra consigo mesmo. Em total ansiedade e medo de não dar conta de se manter nesse lugar criado por voce, o sofrimento é fatal...

Então, voce se limita e diz a si mesmo: Ok. Isto é sagrado e aquilo não é...
E enquanto há limites, não pode haver entrega.
O que é luz e o que são as trevas?
A resposta é individual segundo os paradigmas de cada mente. É preciso abraçar todos os lados. Aliás, perceber que não existem lados. Isto é estar em Paz. Isto é bem aventurar-se...

No silêncio voce acaba com essa idéia de “bem” e “mal”. Nenhum pecado, nenhuma condenação, nenhum arrependimento e nenhum julgamento...
Nenhum deus e nenhum diabo!

Perceba que em qualquer lugar que voce esteja, São Paulo, Buenos Aires ou Nova Yorque, fazendo qualquer coisa ou não fazendo nada, voce está Aqui e Agora. E então, a felicidade será uma constante. Nada a mais a ser buscado. Apenas “seja”! (Chandra Veeresha 15/02/2012)

Tantra- Sua pele e aquela rosa


Sua pele e aquela rosa

Ah, o aroma da sua pele
Mais parece o perfume daquela rosa
Que desabrochava sorrindo para mim
Todas as manhãs
Aquele sorriso
Somente a mim era ofertado
Como um ato de total devoção
Mas é que estávamos enamorados
Eu com ela
E ela comigo
Agora estou aqui de novo
Enamorada por voce
Fazendo comparações
De algo incomparável
Como sentir o seu corpo
Roçando no meu
E aquela rosa que a mim se ofertava
Não ficou enciumada, ao contrário
Continua a sorrir ao nascer o sol
Ela sabe no fundo, que nada acabou entre nós
Pois entre tu e ela não há nenhuma distância
E nenhum diferencial...

(Chandra Veeresha)

sexta-feira, 15 de março de 2013

Tantra- Insanidade


Tantra- Insanidade, nossa religião

“O Tantra em toda sua profundidade,
Vai de fato, no caminho oposto.
A muitas outras tradições
Não que estas estejam erradas
Mas no entendimento que é por meio do mundo
Que transcendemos o próprio mundano
Nós transitamos entre lá e cá
Entre o sagrado e o profano
Não que o profano exista de verdade
Nós compreendemos que não
Nós chegamos no topo
E ao chegar vemos que nunca fomos...
Nunca precisamos ir...
Todos os movimentos eram em vão
Mas como descobrir isso sem se movimentar?
Tudo tão contraditório
Vivências, rituais, meditações
Agora vejo que posso ser quem sou
Em qualquer momento
Agora vejo que a liberdade sempre fez parte de mim
A Paz sempre esteve presente
Mas meus pensamentos estavam em guerra
O mundo está em guerra
E na loucura do mundo, não me envolvo
O que não me impede de sentir a dor
Principalmente a dor do outro
Isso não muda
Não nos tornamos individualistas
Mas percebemos através da individualidade de cada um
O Todo
Ali reunido
Maluquice ou não
Este é o caminho das contrariedades
E nossa possível insanidade
Torna-se sã
Torna-se libertação
Nossa possível insanidade
È a nossa religião.”

(Chandra Veeresha)

Sensualidade


SENSUALIDADE

"Sensualidade significa que você está aberto,
Pronto para pulsar com a existência
Se um pássaro começa a cantar
A pessoa sensual sente, no mesmo instante,
A canção ecoar no âmago do seu ser.

Uma pessoa sensual é líquida, fluente, fluida.
A cada experiência, ela se torna essa experiência.
Ao contemplar o pôr-do-sol, se torna o pôr-do-sol.
Ao contemplar uma noite sem lua,
De uma escuridão silenciosa e bela, ela se torna a escuridão.

Pela manhã se torna a luz.
Ao ouvir uma música, ela é a música;
Ao ouvir o barulho da água, se torna esse barulho.
E, quando o vento passa pelo bambuzal, estalando os bambus...
Ela não está longe deles. Está entre eles, em cada um deles
- ela é o bambu.

Ela é tudo o que a vida é.
Saboreia a vida em todos os seus meandros.
Isso a torna uma pessoa rica: essa é a verdadeira riqueza.
Ser sensual é estar aberto aos mistérios da vida.
Seja cada vez mais sensual e deixe de lado todas as condenações.
Deixe que o seu corpo se torne uma porta."

OSHO